Sexta Sem Dúvida: À disposição e uso da vírgula antes do E

Hoje vamos tirar a dúvida da Caroline Evelyn. A primeira diz respeito ao uso da crase na expressão “à disposição”. Carol, todas as locuções com palavra feminina são grafadas com crase. Você pode entender melhor a lógica dessa crase se substituir a preposição A que existe no A craseado, veja: “Estou à disposição para esclarecer qualquer dúvida” é o mesmo que “Estou com a disposição para esclarecer qualquer dúvida”. Se apareceu outra preposição, significa que esse A deve ter o acento da crase!

A outra dúvida é bem comum, em relação ao uso de vírgula com a conjunção E. Muita gente pergunta se pode ter vírgula antes do E, se ela é proibida e outras confusões! Primeiramente, antes de pensarmos na vírgula antes do E, acho importante relembrar que na língua portuguesa existe a ordem direta da escrita (sujeito + verbo + complemento). No entanto, podemos usar a ordem indireta também. Quando isso acontece, as vírgulas aparecem. Vejam o exemplo:

Acordei muito tarde e perdi a aula de dança por conta disso.

Há duas sentenças nessa frase: “Acordei muito tarde” + “perdi a aula de dança por conta disso”. As duas estão na ordem direta. No entanto, o que acontece se colocamos a expressão “por conta disso” fora da ordem (na ordem indireta)? As vírgulas vão ter que dar o ar da graça!

Acordei muito tarde e, por conta disso, perdi a aula de dança.

Ou seja, toda vez que usarmos ordem indireta e surgirem expressões intercaladas na ordem da frase, as vírgulas serão obrigatórias, independente se estiver no meio do caminho um E.

Outro erro comum é achar que nunca pode haver vírgula antes do E. Ledo engano! Se houver duas frases unidas pelo E e elas tivere, sujeitos diferentes, a vírgula antes do E será obrigatória. Veja o exemplo:

A mulher abandonou o carro e o marido teve que ir resgatar o automóvel no meio da estrada.

Se não usarmos a vírgula antes do E, parece que a mulher abandonou o carro + o marido, informação incorreta segundo a frase indicada. “A mulher” é o sujeito da primeira oração e “o marido” é o sujeito da segunda oração, portanto TEM que colocar vírgula antes do E para não haver confusão. Portanto, a frase correta seria grafada assim:

A mulher abandonou o carro, e o marido teve que ir resgatar o automóvel no meio da estrada.

E você também tem alguma dúvida? Mande para a gente que sexta que vem ela pode estar respondida aqui no nosso blog.

Este post foi publicado em Curiosidades, Dúvidas, Geral e tags , , , . Bookmark o permalink. Comentar ou deixar um trackback:Trackback URL.

2 Comentários

  1. Caroline Evelyn
    Publicado 22 de junho de 2012 em 16:51 | Permalink

    Ah obrigada Ana Mira. Escrevo umas atas gigantes aqui no trabalho e no fim minha diretora sempre me fazia tirar todas os “, e” e “e, ” do caminho, mesmo quando eu insistia que tava certo. Vou mostrar pra ela sua explicação. Beijos

  2. Paulo Tavares
    Publicado 27 de junho de 2014 em 10:34 | Permalink

    Excelente a explicação.

Deixe uma resposta